Nesta terça-feira (05), choveu fortemente em Alagoinhas e região, durante cerca de 1 hora. O volume acumulado foi de aproximadamente 42mm, sendo o centro da cidade o local mais atingido.

Os impactos foram sentidos não apenas em Alagoinhas, mas em várias cidades do Estado. De acordo com informações do governo estadual, 48 municípios estão em situação de emergência por causa das chuvas.

A fim de minimizar os efeitos negativos da tempestade, a Prefeitura seguiu o plano de ação estabelecido pelo prefeito Joaquim Neto e equipe para situações como essa, o que inclui a atividade das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (SEDEA), de Infraestrutura (SECIN), de Assistência Social (SEMAS), do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e da Defesa Civil.

A SEMAS está atenta e com equipes nas ruas, averiguando a existência de munícipes prejudicados pelas chuvas e oferecendo o suporte necessário para atendê-los.

A Defesa Civil não registrou a ocorrência de pessoas feridas nem de desmoronamento de casas ou muros.

“Várias cidades baianas estão enfrentando dificuldades por causa das chuvas e aqui mantemos a atenção, para sanar com rapidez e de maneira eficiente os problemas que as chuvas trazem. Esse sempre foi um ponto de muito cuidado de nossa gestão, haja visto as grandes obras de macrodrenagem que foram e estão sendo realizadas em Alagoinhas nos últimos anos”, explica Joaquim Neto.

IMG-20240305-WA0015 Prefeitura de Alagoinhas atua para minimizar efeitos negativos da chuva